Não pode adotar um cão? Descubra alternativas!

Ter um animal de estimação é ter um companheiro para muitos momentos da vida, preenchendo-os de carinho e brincadeiras.  

Se gostava de adotar um cão, mas não tem possibilidade ou condições, não se preocupe!

Existem diversas possibilidades para contactar com animais, dando e recebendo muito amor. Descubra-as!

Simba, cão para adoção, da Associação Gaticão, a ser passeado.

Benefícios de adotar um cão

Entre abanares de cauda e lambidelas são muitos os benefícios de adotar um cão.

Existem vários estudos que têm vindo a mostrar que, nas mais variadas faixas etárias, ter um cão, ou outro animal de estimação, pode provocar efeitos muito positivos no bem-estar e saúde dos donos. Isto acontece porque o contacto com animais ajuda a satisfazer necessidades humanas básicas de toque e proximidade. Como resultado teremos efeitos como diminuição de ansiedade e do sentimento de solidão, sendo estimulada a produção de dopamina e serotonina, que são neurotransmissores responsáveis pelos nossos níveis de bem-estar e regulação emocional, e diminuição da pressão arterial.

E quando não se pode adotar um cão?

Ter um patudo ao nosso lado é um privilégio, mas nem sempre isso é possível para todos. Algumas pessoas acabam por não poder adotar um cão por motivos relacionados com o estilo de vida, condições da habitação ou problemas de saúde como alergias, por exemplo.

Em alguns destes casos, não é necessário abdicar totalmente da possibilidade de contactar com os animais e colher os seus benefícios, existindo diversas alternativas à adoção.

Alternativas à adoção: como contactar e ajudar animais sem ter de adotar

No abrigo da Gaticão existem diversas possibilidades de contactar e ajudar os animais, ajustadas à medida de cada um.

Passeá-los

Já ouviu falar da Cãominhada da Gaticão?

É uma iniciativa pontual em que qualquer pessoa pode participar e, por uma manhã, ajudar estes patudos a esticar as pernas. É uma atividade muito gratificante para humanos, e ainda mais especial para os patudos.

Não precisa de esperar pela próxima Cãominhada para passear um dos cães da associação!

Aliás, eles agradecem se puder vir passeá-los um pouco quando tiver disponibilidade. 

Ser voluntário num abrigo

Voluntários da Associação Gaticão que passeiam cães do abrigo.
Voluntários da Associação Gaticão numa ação

Ser voluntário numa associação e abrigo de animais não se resume a alimentar e limpar os espaços dos animais: é muito mais do que isso!

Apesar de serem tarefas essenciais, existem diversas formas de contribuir, desde o passeio, já referido, à interação com os animais (interagir com eles fará com que, quando tiverem uma família, a adaptação seja ainda melhor).

Apoiar uma associação de animais

Cabazes Digitais Gaticão

Outra alternativa, embora não inclua o contacto com os animais, são as doações de bens ou em género a associações, existindo diversas formas de apoiar:

A forma mais comum de apoio é a doação de alimentos ou materiais necessários à manutenção diária das instalações. No entanto, as doações monetárias são as que trazem maior flexibilidade às associações, pois permitem ajudar a satisfazer qualquer necessidade. Estas doações podem ser realizadas de diversos modos, desde a doação pontual, por transferência bancária, a participação em feirinhas e pequenas vendas, ou, no caso da Gaticão, com os cabazes digitais.

Tornar-se sócio ou apadrinhar um animal são outras alternativa que permitem a concretização de qualquer uma das opções aqui listadas.

Existem diversas alternativas à adoção de um cão, caso não tenha possibilidade de o fazer.

Conheça todas as alternativas disponíveis através da Associação Gaticão e, connosco, comece já a construir uma sociedade melhor!